Estou de Alma Lavada

chuva da janela Pictures, Images and Photos

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Deu pra sacar ? ! (Facebook = Barbara Machado)


Quanto mais se ama,mais se eh chamado de louco(a).Quem vai entender? Mas complemento q eh melhor ser chamada de louco(a) de esquisitos e fazer tudo intensamente do q ficar com medo de ser verdadeiro e deixar o amor passar. Isso vale tbm pra quem se deixa influenciar pela familia e deixa de viver um amor intenso e verdadeiro por causa das opinioes deles. Viva ao amor verdadeiro q eh cheio de loucuras,mas eh de verdade!
Pra julgar,criticar, todo mundo eh dono da razao.Mas na hora de dar apoio, de ficar do lado, de ver os lados positivos e bons que ha em tudo...todo mundo foge. Eh facil detonar a vida dos outros,mas eh dificil ter carater o suficiente pra s...aber dar a mao e dizer algo construivo pra ajudar o proximo a ser feliz.
Em 2011...ha possibilidades de todos mudarem. Que mudem entao. Ou continuem na mediocridade. Mas como acredito no lado bom q sei q ha nas pessoas e aposto sempre nele, desejo Feliz 2011 pra todos com muito amor e paz. ...e quando tiverem algo pra dizer contra alguem...ponha um gole daqua na boca e conte ate 10...pra deixar a critiva destrutiva passar. Assim vais estar deixando o mundo mais feliz e saudavel.
Pois eh,todo mundo na esperaca quase q paranormal de q haja um milagre e tudo se transforme como um toque magico de varinha..quando os relogios passarem de 0:00 do dia 31 de Dezembro..hahahahahahah.
Ok...vale o pensamento positivo, vale a es...peranca, valem os desejos de q tudo se transforme,mas se ficarmos parados esperando q caia do ceu as realizacoes dos nossos objetivos...chegaras em 2099 e ainda estaras esperando...deu pra sacar?!
Comecem o ano fazendo uma lista, tracando prazos e objetivos e comecem ainda antes do ano novo a fazer acontecer. Isso sim eh entrar em 2011 de cabeca erguida!
(Facebook = Barbara Machado)

Feliz Ano Novo !!!

QUERIDOS AMIGOS QUE VISITAM ESTE MEU CANTINHO EM 2011 CONTINUAREMOS CONECTADOS TB PELO CORAÇÃO.Bjs Nairmc

O Meu Amor...


O Meu Amor é Sagrado...
Consagrado.
Concebido em Lua Cheia...
Fortecedido em todas elas.
Em em Todos os Dias que se seguem...
...
Ele é meu Mistério e Minha Força.
Eu sei que não devia,
Mas eu mato por Amor...
Mesmo! (Por Esse Meu Amor).
Só por ele, ninguém Mais.
Como uma Felina defendendo suas crias
Defendendo seu Macho, seu Território.
Eu defendo Meu Amor.

O que é meu é Sagrado.
E morreria por ele também.
Daria o Sangue e a carne e os ossos...
Daria toda a minha força para salvá-lo
Daria meu olhos para guiá-lo
Eu me daria toda para Ele.

E eu me dou.
Porque Ele, sou Eu.
E Eu, sou Ele....
Nós somos Um.
Amantes Antigos
Somos Estrelas... Energia Divina.
Ele é parte Sagrada de Mim.
Ele é o que em mim Vibra.
Dói nele, dói em mim.
Sua alegria, é a minha.

O Meu Amor é o meu motivo
Meu labirinto, minha saída.
É o caminho e o Alvo.
O Meu Amor é meu Deus
Minha fé
Minhas Asas...
Minha Raíz na Terra.

[Carolina Salcides (http://fadasepoesias.blogspot.com/)]

Meditar



Eu tenho um silêncio em mim que é so meu
E que sempre fala comigo pelas manhãs quando estou só.

E há murmúrinhos doces
E há palavras de amor em sua vóz.
...
Quando ele me chama, fecho os olhos
E deixo que me conduza ao mesmo lugar que a dedicação me doou.

E assim ali eu sou!
Um alma sem fenda que me distingua
Ou falo que se me imponha.

Em meus olhos apenas fagulhas de gênero olham
E se encatam com os rosas e brancos e negros que a luz filtra.

Na pele do mundo do silêncio que é só meu
Eu sou!

E me calo para ouvir-lhe a voz suprema que há em mim.

[Tili Oliveira(http://rosasepalavras.blogspot.com)]

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Medo de se Apaixonar - Fabrício Carpinejar

Você tem medo de se apaixonar.
Medo de sofrer o que não está acostumada.
Medo de se conhecer e esquecer outra vez.
Medo de sacrificar a amizade.
Medo de perder a vontade de trabalhar, de aguardar que alguma coisa mude de repente, de alterar o t...rajeto para apressar encontros.
Medo se o telefone toca, se o telefone não toca.
Medo da curiosidade, de ouvir o nome dele em qualquer conversa.
Medo de inventar desculpa para se ver livre do medo.
Medo de se sentir observada em excesso, de descobrir que a nudez ainda é pouca perto de um olhar insistente.
Não suportar ser olhada com esmero e devoção.
Nem os anjos, nem Deus agüentam uma reza por mais de duas horas.
Medo de ser engolida como se fosse líquido, de ser beijada como se fosse líquen, de ser tragada como se fosse leve.
Você tem medo de se apaixonar por si mesma logo agora que tinha desistido de sua vida.
Medo de enfrentar a infância, o seio que criou para aquecer as mãos quando criança, medo de ser a última a vir para a mesa, a última a voltar da rua, a última a chorar.
Você tem medo de se apaixonar e não prever o que pode sumir, o que pode desaparecer.
Medo de se roubar para dar a ele, de ser roubada e pedir de volta.
Medo de que ele seja um canalha, medo de que seja um poeta, medo de que seja amoroso, medo de que seja um pilantra, incerta do que realmente quer, talvez todos em um único homem, todos um pouco por dia.
Medo do imprevisível que foi planejado.
Medo de que ele morda os lábios e prove o seu sangue.
Você tem medo de oferecer o lado mais fraco do corpo.
O corpo mais lado da fraqueza.
Medo de que ele seja o homem certo na hora errada, a hora certa para o homem errado.
Medo de se ultrapassar e se esperar por anos, até que você antes disso e você depois disso possam se coincidir novamente.
Medo de largar o tédio, afinal você e o tédio enfim se entendiam.
Medo de que ele inspire a violência da posse, a violência do egoísmo, que não queira repartir ele com mais ninguém, nem com seu passado.
Medo de que não queira se repartir com mais ninguém, além dele.
Medo de que ele seja melhor do que suas respostas, pior do que as suas dúvidas.
Medo de que ele não seja vulgar para escorraçar mas deliciosamente rude para chamar, que ele se vire para não dormir, que ele se acorde ao escutar sua voz.
Medo de ser sugada como se fosse pólen, soprada como se fosse brasa, recolhida como se fosse paz.
Medo de ser destruída, aniquilada, devastada e não reclamar da beleza das ruínas.
Medo de ser antecipada e ficar sem ter o que dizer.
Medo de não ser interessante o suficiente para prender sua atenção.
Medo da independência dele, de sua algazarra, de sua facilidade em fazer amigas.
Medo de que ele não precise de você.
Medo de ser uma brincadeira dele quando fala sério ou que banque o sério quando faz uma brincadeira.
Medo do cheiro dos travesseiros.
Medo do cheiro das roupas.
Medo do cheiro nos cabelos.
Medo de não respirar sem recuar.
Medo de que o medo de entrar no medo seja maior do que o medo de sair do medo.
Medo de não ser convincente na cama, persuasiva no silêncio, carente no fôlego.
Medo de que a alegria seja apreensão, de que o contentamento seja ansiedade.
Medo de não soltar as pernas das pernas dele.
Medo de soltar as pernas das pernas dele.
Medo de convidá-lo a entrar, medo de deixá-lo ir.
Medo da vergonha que vem junto da sinceridade.
Medo da perfeição que não interessa.
Medo de machucar, ferir, agredir para não ser machucada, ferida, agredida.
Medo de estragar a felicidade por não merecê-la.
Medo de não mastigar a felicidade por respeito.
Medo de passar pela felicidade sem reconhecê-la.
Medo do cansaço de parecer inteligente quando não há o que opinar.
Medo de interromper o que recém iniciou, de começar o que terminou.
Medo de faltar as aulas e mentir como foram.
Medo do aniversário sem ele por perto, dos bares e das baladas sem ele por perto, do convívio sem alguém para se mostrar.
Medo de enlouquecer sozinha.
Não há nada mais triste do que enlouquecer sozinha.
Você tem medo de já estar apaixonada.

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

QUERO VER VC NAO CHORAR




"Senhor meu Deus.
Tantos são os pedidos que chegaram e chegarão até o senhor nesta data.
Muitos passaram o ano inteiro te pedindo isto ou aquilo e se esqueceram de agradecer por tudo de maravilhoso que receberam.
Eu fui uma dessas pessoas que te pediu muito e se agradeci, foi pouco.
Na verdade meu querido Deus recebi mais que pedi e muito mais que  merecia.
Assim mesmo vou fazer minha grande lista de pedidos novos:
Gostaria de receber mais força para combater meus pecados, mais clareza para enxergar meus defeitos, mais fé  para confiar em teus anjos que me acompanham, mais doçura nas palavras e mais amor para todos que caminham comigo.
Neste Natal vou me vestir com o sorriso mais lindo que eu conseguir e com o olhar mais cheio de esperança que eu tiver.
Me ajude meu querido Deus a esquecer toda a mágoa que eu senti e afastar toda lembrança do que me fez chorar.
Obrigada por tudo que Vc me deu sem que eu pedisse e também obrigada por tudo que eu pedi e Vc sabia que não devia me dar.
Obrigada por tantos amigos novos que vieram fazer parte da minha vida, por todos que continuaram comigo e protegei o caminho de todos aqueles que tiveram que partir. Que todos recebam Tuas bençãos e sejam felizes.
Eu ainda acredito que vivo em um mundo com boas pessoas e que estamos caminhando para uma era de paz, iluminação e fraternidade.
Amém..Nairmc"

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Paciência (Lenine)



Mesmo quando tudo pede
Um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede
Um pouco mais de alma
A vida não para...

Enquanto o tempo
Acelera e pede pressa
Eu me recuso faço hora
Vou na valsa
A vida é tão rara...

Enquanto todo mundo
Espera a cura do mal
E a loucura finge
Que isso tudo é normal
Eu finjo ter paciência...

O mundo vai girando
Cada vez mais veloz
A gente espera do mundo
E o mundo espera de nós
Um pouco mais de paciência...

Será que é tempo
Que lhe falta para perceber?
Será que temos esse tempo
Para perder?
E quem quer saber?
A vida é tão rara
Tão rara...

Mesmo quando tudo pede
Um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede
Um pouco mais de alma
Eu sei, a vida não para
A vida não para não...

Será que é tempo
Que lhe falta para perceber?
Será que temos esse tempo
Para perder?
E quem quer saber?
A vida é tão rara
Tão rara...

Mesmo quando tudo pede
Um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede
Um pouco mais de alma
Eu sei, a vida é tão rara
A vida é tão rara...

A vida é tão rara...

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

merry christmas

Forever Friends Christmas

DA GENTE QUE EU GOSTO.

 
 
Eu gosto de gente que vibra, que não tem de ser empurrada, que não tem de dizer que faça as coisas, mas que sabe o que tem que fazer e que faz. A gente que cultiva seus sonhos até que esses sonhos se apoderam de sua própria realidade.

Eu gosto de gente com capacidade para assumir as conseqüências de suas ações, de gente que arrisca o certo pelo incerto para ir atrás de um sonho, que se permite, abandona os conselhos sensatos deixando as soluções nas mãos de Deus.

Eu gosto de gente que é justa com sua gente e consigo mesma, da gente que agradece o novo dia, as coisas boas que existem em sua vida, que vive cada hora com bom animo dando o melhor de si, agradecido de estar vivo, de poder distribuir sorrisos, de oferecer suas mãos e ajudar generosamente sem esperar nada em troca.

Eu gosto da gente capaz de me criticar construtivamente e de frente, mas sem me lastimar ou me ferir. Da gente que tem tato. Gosto da gente que possui sentido de justiça. A estes chamo de meus amigos.

Eu gosto da gente que sabe a importância da alegria e a pratica. Da gente que por meio de piadas nos ensina a conceber a vida com humor. Da gente que nunca deixa de ser animada.

Eu gosto de gente sincera e franca, capaz de se opor com argumentos razoáveis a qualquer decisão. Gosto de gente fiel e persistente, que no descansa quando se trata de alcançar objetivos e idéias.

Eu gosto da gente de critério, a que não se envergonha em reconhecer que se equivocou ou que não sabe algo. De gente que, ao aceitar seus erros, se esforça genuinamente por não voltar a cometê-los. De gente que luta contra adversidades. Gosto de gente que busca soluções.

Eu gosto da gente que pensa e medita internamente. De gente que valoriza seus semelhantes, não por um estereotipo social, nem como se apresentam. De gente que não julga, nem deixa que outros julguem. Gosto de gente que tem personalidade.

Eu gosto da gente que é capaz de entender que o maior erro do ser humano é tentar arrancar da cabeça aquilo que não sai do coração.

A sensibilidade, a coragem, a solidariedade, a bondade, o respeito, a tranqüilidade, os valores, a alegria, a humildade, a fé, a felicidade, o tato, a confiança, a esperança, o agradecimento, a sabedoria, os sonhos, o arrependimento, e o amor para com os demais e consigo próprio são coisas fundamentais para se chamar GENTE.

Com gente como essa, me comprometo, para o que seja, pelo resto de minha vida... já que, por tê-los junto de mim, me dou por bem retribuído.

Impossível ganhar sem saber perder.
Impossível andar sem saber cair.
Impossível acertar sem saber errar.
Impossível viver sem saber reviver.

A glória não consiste em não cair nunca, mas em levantar-se todas as vezes que seja necessário.
E isso é algo que muito pouca gente tem o privilégio de poder experimentar.Bem aventurados aqueles que já conseguiram receber com a mesma naturalidade o ganhar e o perder, o acerto e o erro, o triunfo e a derrota...

Mário Bennedeti

Amigo



É o irmão da verdade
Que não vê a idade
Pois a generosidade
É sua melhor qualidade

É um sol radiante
Na tempestade constante
É estender sua mão
Cheia de carinho e atenção

É fazer rir
Quem não queria sorrir
É fazer uma lágrima surgir no rosto
De quem nunca teve o menor desgosto

É, esse amigo...
Deve-se sempre ter consigo
E pobre de quem
Não o tem também
(Carol Timm)



sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Adaga para os ciganos

(23/10 a 21/11) A adaga é entregue ao cigano quando ele sai da adolescência e ingressa na vida adulta. Por isso, é associada também à morte, ou seja, às mudanças necessárias que a vida nos oferece para crescermos. A pessoa sob esta influência tem um temperamento forte e enigmático, se torna irresistível e respeitada. Possui uma mente analítica, percebendo tudo o que está ao seu redor. Sempre procura se aprofundar no que está à sua volta, seja no amor ou no trabalho. Ama de maneira sensual e arrebatadora.

Optchá


Sou filha do vento
que passa sorrateiro
e delicadamente
atinge apenas
a bela folha seca
que cai,pois
já era tempo!
Porém,não esquente
sua natureza
porque o estrago
será grande e
poderá não haver
sobreviventes!!!

Jal Magalhães

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

A Grande Invocação

Do ponto de Luz
na mente de Deus,
Flua Luz
às mentes dos homens
Desça Luz à Terra.

Do ponto de Amor
no coração de Deus
Flua amor
ao coração dos homens
Volte Cristo à Terra.

Do centro
onde a vontade de Deus é conhecida
Guie o propósito as pequenas vontades dos homens,
Propósito que os mestres conhecem e servem.
Do centro
a que chamamos raça dos homens
Cumpra-se o plano de Amor e de Luz
E cerre-se a porta onde habita o mal.
Que a Luz, o Amor e o Poder
Restabeleçam o Plano de Deus na Terra.

ORAÇÃO DE FORÇA E MAGIA PARA A GRANDE MÃE

ORAÇÃO DE FORÇA E MAGIA PARA A GRANDE MÃE
(para ser pronunciada ao dormir e ao acordar)
Que eu tenha hoje e a cada dia,
A força dos Céus,
A luz do Sol
O resplendor do Fogo,
O brilho da Lua,
A presteza do Vento,
A profundidade do Mar,
A estabilidade da Terra,
A firmeza da Rocha.
Que assim seja!
E assim se faça!

desconheço autor

Comunidade " Artes e Toques"-Cáh Brasileiro

Acorde para vencer

Acorde para vencer
Quando o relógio despertar
agradeça a Deus pela oportunidade de acordar mais um dia
O bom humor é contagiante
Espalhe-o
Fale de coisas boas, de sonhos, de amor
Não se lamente
Comece a sorrir mais cedo
Não viva emoções mornas e vazias. Cultive o seu interior
Extraia o máximo das pequenas coisas
Seja transparente e deixe que as pessoas
saibam que você gosta e precisa delas
Repense os seus valores
Tudo o que tem que ser feito merece ser bem feito
Torne suas obrigações atraentes,
tenha garra e determinação
Não trabalhe só pela obrigação,
mas pela satisfação da missão cumprida
Transforme os seus movimentos em oportunidades
Ocupe seu tempo crescendo, desenvolvendo habilidades
Só assim não terá tempo de criticar os outros
Tenha fé, acredite. Você pode tudo que quiser!
Finalmente, ria das coisas à sua volta,
de seus problemas, de seus erros
Ria da vida. E ame, antes de tudo a você mesmo
A gente é capaz de ser feliz quando
é capaz de rir da gente mesmo!
(Gaefke)

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Dust in the wind

Poeira No Vento
Eu fecho meus olhos
apenas por um momento
E o momento se foi
Todos os meus sonhos
passa diante dos olhos uma curiosidade
Poeira no vento
Tudo que eles são é poeira no vento


A mesma velha música
Apenas uma gota de água
Em um mar interminável (infinito)
Tudo o que fazemos
destroçando(esmigalhando) ao solo [cai em pedaços]
Embora nós nos recusamos a ver
Poeira no vento
Todos nós somos é poeira ao vento, ohh


Agora, não "espere ai!" / não desperdice o minuto
Nada dura para sempre
Apenas o céu e a terra..
Isso vai embora
E todo o seu dinheiro
Não comprará outro minuto
Poeira no vento
Tudo que somos é poeira no vento
Poeira no vento
Tudo é poeira no vento
o vento

Dust in the wind na voz de Paula Fernandes

Teu Rastro - Vander Lee

Se o belo é belo não habitará jamais
Os corações, leões, cheios de medo
Se na verdade o oculto mostra mais e mais
Amor, vivo em silêncio meu degredo.

Se minha mão tateia no vazio de um quarto escuro
Desenha um barco a navegar nos mares do futuro
Enquanto a estrela tece a hora certa de acordar
Desejo mais que tudo te encontrar...
Subo o mastro
Procurando teu rastro
Busco teus sinais
Em que ilhas,
Em que plano brilhas

Como e onde estás
E onde vais...
Correntezas
Cheias de incertezas
Curvas, quedas, loucos ais
Onde vais
Bem aqui
Vive esperando por ti
A flor, o fruto, o cais.
Onde vais
Bem aqui
Vive esperando por ti
A flor, o fruto, o cais.
Onde vais

Vander Lee-Onde Deus Possa me ouvir-



Sabe o que eu queria agora, meu bem...?
Sair chegar lá fora e encontrar alguém
Que não me dissesse nada
Não me perguntasse nada também
Que me oferecesse um colo ou um ombro
Onde eu desaguasse todo desengano
Mas a vida anda louca
As pessoas andam tristes
Meus amigos são amigos de ninguém.

Sabe o que eu mais quero agora, meu amor?
Morar no interior do meu interior
Pra entender porque se agridem
Se empurram pro abismo
Se debatem, se combatem sem saber

Meu amor...
Deixa eu chorar até cansar
Me leve pra qualquer lugar
Aonde Deus possa me ouvir
Minha dor...
Eu não consigo compreender
Eu quero algo pra beber
Me deixe aqui pode sair.

Adeus...

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Campanha contra "câncer de mama".












"Encontrem uma cura antes  que cresçam os meus seios."

Este é  o e-mail sobre câncer de mama mais bonito que  recebi.

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Impermanência.

Reva. Leninha Cipriani  

Todos os fenômenos são Impermanentes, ou seja, eles mudam, nada permanece o mesmo. Eles interagem constantemente, se influenciando mutuamente todo o tempo, levando as mudanças, de momento a momento.
Sabemos que todos os seres nascem, adoecem, envelhecem e morrem. As estrelas nascem, mantêm-se e morrem. Pensamentos nascem, mantêm-se e morrem.
Tudo no mundo, no Universo, obedece a Lei da Impermanência, independentemente da vontade de quem quer que seja. A cada momento o mundo e seus componentes movimentam-se pelos três períodos do nascimento, envelhecimento e morte. Nada é permanente, nada é eterno. Tudo se transforma sem cessar e a tal ponto que, depois de longos períodos de tempo, nenhum dos aspectos anteriores permanece o mesmo, em nada, absolutamente nada, que exista no Universo.
É muito importante reconhecer a brevidade da vida e a Impermanência de todas as coisas, para nos sentirmos motivados a buscar ainda mais as verdades contidas nos Ensinamentos do Budismo.
A IMPERNANÊNCIA NÃO DEVE NOS AMEDRONTAR, MAS NOS INSPIRAR A VALORIZAR A NOSSA VIDA, O NOSSO PERÍODO DE EXISTÊNCIA NA TERRA.
Deduzimos assim que tudo que um dia se uniu vai ser separado. Portanto, devemos valorizar o AQUI E AGORA.
A maioria das pessoas reage instintivamente de forma negativa a Impermanência pensando apenas que com ela, o que é bom se transforma em ruim. Isso pode realmente acontecer em alguns casos, mas, da mesma forma, o ruim se transforma em bom.
A IMPERMANÊNCIA TORNA-SE DESSA FORMA UMA GRANDE FONTE DE ESPERANÇA, ensinando-nos que, por mais dura que seja a circunstância presente, chegará o dia em que lê mudará. Se nos preocuparmos em plantar boas semente, as mudanças que ocorrerão inevitavelmente serão para melhor, e não para pior.
A adequada compreensão do conceito de Impermanência pode ser de grande ajuda em situações difíceis. Se formos pobres e não estivermos satisfeitos com essa situação, a Impermanência ensina-nos que um dia poderemos ser ricos. Se passarmos por adversidades ou tragédias, a Impermanência ensina-nos que tudo um dia passará.
A Impermanência nos diz que NADA PERDURA E QUE AS MUDANÇAS SERÃO PARA MELHOR, CASO NOS ESFORCEMOS PARA MELHORAR AS NOSSAS CIRCUNSTÂNCIAS.
Outro resultado positivo é que aprendemos a valorizar aquilo que temos. Aprendemos a sermos gratos, por todos os momentos da vida e a utilizar o nosso tempo da forma mais produtiva possível.
Entendemos assim, que a Lei da Impermanência que governa todos os seres e todas as coisas, nos leva também ao Princípio da Impessoalidade, ou seja, da ausência de um elemento pessoal eterno, como comumente achamos que existe, e que origina o apego ao eu, acarretando toda uma gama de sofrimentos através das nossas vidas. Nós mudamos a cada instante: tanto a matéria do nosso corpo, como as nossas percepções, como as nossas composições mentais, como o nosso saber, a nossa memória, a nossa inteligência, nossos vícios, nossas virtudes, etc.
Entendemos, portanto, que tudo é impermanente e mutável, tendo tudo um começo e um fim. Nada de eterno pode existir. 

Todos os direitos reservados.--Grupo de Estudos Budistas Shurendo -

Impermanência-Adriana Calcanhoto

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Meu silêncio é minha paz





"Minha alma precisa de mais silêncio e paz.                                                 
A rotina pesa com suas cobranças.
 Meu espirito necessita da solidão para voar. Nairmc"




sexta-feira, 15 de outubro de 2010

"Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina" Cora Coralina



Namastê
Obrigada a todos que contribuiram para meu aprendizado até aqui e por iluminarem  meu caminho
Parabéns pelo dia dos mestres e professores.
Bjks
Na


Aos meus mestres com carinho

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Caminho....


"CAMINHANTE, NÃO HÁ CAMINHO,
O CAMINHO É FEITO AO ANDAR.
AO ANDAR SE FAZ O CAMINHO
E AO OLHAR PARA TRAZ,
SE VÊ A SENDA QUE NUNCA
SE VAI VOLTAR A TRILHAR.
CAMINHANTE NÃO HÁ CAMINHO,
SOMENTE RASTROS NO MAR"

Antonio Machado

Outros Sachês para gavetas


Que tal perfumar a roupa de cama com canela, cravo-da-índia, camomila e anis-estrelado? Para desfrutar desse prazer, recheie sachês de tecido com ervas, especiarias e frutas desidratadas e distribua por gavetas e armários. A execução requer criar uma mistura agradável de aromas, porém não exige talento para a costura. Isso porque foram empregados dois guardanapos de linho para coquetel com bordas de ponto ajour: é só aproveitar as aberturas do bordado e unir as partes passando uma fita. Cômoda da La Provence.
Materiais:
2 guardanapos de linho de 17 x 17 cm (estes são da Roupa de Mesa)
1 m de fita de cetim de 0,5 cm de largura
Ervas, especiarias e frutas (da S & R)
Tesoura
Agulha


Materiais usados

Escolha o recheio: aposte nos aromas de sua preferência. Acima, você vê punhados de laranja seca, canela, cravo e camomila, vendidos a granel em casas de essências e mercados.

Monte o sachê: sobreponha e alinhe os guardanapos. Combine recheios, como laranja e canela, ou selecione um só. Com a agulha, passe a fita pelos furos do bordado e dê um laço.


fonte:www.terapiasequilibrio.com.br

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Sachê de Sagu



Para fazer aproximadamente 50 unidades, você vai precisar de:
- 500g de sagu;
- 150 ml de álcool de cereais;
- 50 ml de essência de sua preferência (eu adoro lavanda e macela!);
- 20 ml de fixador de essências;
- corante artificial;
- um borrifador;
- uma espátula de plástico (ou colher de pau);
- um tabuleiro grande;
- 1 metro de tecido (eu usei organza branca);
- fita para o laço (da cor que preferir);
- 50 rosinhas de tecido (flores secas também decoram);
- pistola e cola de silicone;
- tesoura.
Prepare primeiro o líquido, misturando o álcool de cereais, a essência, o corante e o fixador. Despeje no borrifador e deixe descansar por 24 horas. Coloque o sagu no tabuleiro de modo que o mais espalhado possível (por isso é importante que seja grande). Borrife o líquido aos poucos e vá misturando com a espátula.
Mas aqui vai a dica: atenção com o corante. Corantes alimentícios costumam ser mais fortes do que os específicos para artesanato e sabonetes. Portanto, se usar o alimentício, use menos no líquido e vá controlando a cor após borrifar. Espere secar um pouquinho e então corrija a cor até o ponto que desejar. Durante a secagem, que leva algumas horas, observe e mexa quando necessário, para que a cor não se concentre somente em alguns lugares. Quando seco, a cor costuma ficar um pouco mais forte.
Corte o tecido em círculos de 15 centímetros aproximadamente. Com uma colher, coloque uma quantidade não muito grande do sagu no centro do tecido (se colocar muito, ficará muito grande e então o aspecto não será tão delicado e muito pequeno também fica sem graça). Corte a fita em pedaços de 10-15 cm e use-a para amarrar o tecido, deixando sobra para dar o laço que receberá a flor. Laços prontos, corte os excessos da organza no topo, deixando o mais nivelado possível. Aqueça a cola quente e em seguida fixe cada rosinha no nó dos laços.
/trivial-basico.blogspot.com/

domingo, 15 de agosto de 2010

Receitas de: "Pão de Tamaras sem Glúten" e "Chá de Frutas".

Chá de frutas






Ingredientes
1 l e 1/2 de água
1/3 de um abacaxi
1 maçã
Canela
Cravo
1 laranja

Modo de Preparo
1.Ferver a água com a casca do abacaxi, a laranja espremida, a canela o cravo
2.Coar e juntar o abacaxi bem picadinho, a maçã bem picadinha
3.Volte ao fogo por mais 20 minutos
4.Sirva frio ou quente


Pão de Tamaras sem Glúten




Bolo de Chocolate sem Glúten sem Lactose (Leite)

Bôlo Nêga Maluca















Mesmo sem glúten e sem leite fica muito bom.

Num domingo frio um abraço esquenta muito.

De repente me deu vontade de um abraço...
uma vontade de entrelaço, de proximidade...
de amizade, sei lá...
Talvez um aconchego que enfatize a vida
e amenize as dores...
Deu vontade de poder rever saudade
de um abraço.
Só sei que me deu vontade dese abraço...
Vinícius de Morais


sábado, 24 de julho de 2010

VAI














Vai......já não há motivos pra ficar agora
Pegue tudo que é seu e vá embora
Alguma coisa aconteceu, algo que havia se perdeu
Ou que um dia foi um grande amor
Me abrace, mas não chore por favor
Melhor dizer adeus e não guardar rancor
Não vamos trocar ressentimentos, melhor a gente dar um tempo
Tentar deixar pra trás o que passou
Vai......e leve com você meu coração
Porque eu já não preciso dele não
Pois tudo que ele trouxe foi desilusão
Vai.....mas saiba que você não foi capaz
De amar a quem sempre te amou demais
E que jamais poderá te esquecer
Agora vai e vê se não olha pra trás
A vida é o que você faz
Que é melhor apenas que você
Vire suas costas, bata a porta e se vá (ou ou)
Agora vai e vê se não olha pra trás
A vida é o que você faz
E apesar de tudo terminar
Eu te amo ainda e acho que sempre vou te amar
Mesmo sem você eu vou tentar, recomeçar
Agora vai e vê se não olha pra trás
A vida é o que você faz
Que é melhor apenas que você
Vire suas costas, bata a porta e se vá (ou ou)
Agora vai e vê se não olha pra trás
A vida é o que você faz
E apesar de tudo terminar
Eu te amo ainda e acho que sempre vou te amar
Mesmo sem você eu vou tentar, recomeçar
(Paulo Ricardo)


quinta-feira, 22 de julho de 2010

Ana Carolina -- Vai - Clipe Oficial



Vai
Ana Carolina
Composição: Simone Saback
Espera aí!
Nem vem com essa história
Eu nem quero ouvir
Não dá pra te esquecer agora
Como assim?
'Cê disse que me amava tanto ontem
Eu juro que ouvi

Calma aí!
Que diabo você tá dizendo agora?
Que onda é essa de outro lance pra viver?
Você nem pode tá falando sério...
Vivi pra você
Morri pra você

Pois então vai!
A porta esteve aberta o tempo todo
Sai!
Quem tá lhe segurando?
Você sabe voar

Pois então vai!
A porta na verdade nem existe
Sai!
O que está esperando?
Você sabe voar

Então tá bom!
É, senta e conta logo tudo devagar
Não minta, não me faça, suportar
Você caindo nesse abismo enorme
Tão fora de mim

Tá legal!
É, e eu faço o quê com a nossa vida genial?
'Cê vai viver pra outra vida e eu fico aqui
Na vida que ficou em minha vida
Tão perto de mim
Tão longe de mim

(Pois então) vai!
A porta esteve aberta o tempo todo
Sai!
Quem tá lhe segurando?
Você sabe voar

(Pois então) vai!
A porta na verdade nem existe
Sai!
O que está esperando?
Você sabe voar
Uhuu, de volta pra mim
De volta pra mim...

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Aonde Deus escondeu os anjos?


No dia em que Deus resolveu criar os homens.. e eles rapidamente se multiplicaram... e era esse o Seu desejo, logo percebeu, que não podia tomar conta de todos ao mesmo tempo ....
Decidiu velozmente, porque a mente de Deus é rápida e infinita ... distribuir tarefas...
E quem as faria ?
Deus, tão ocupado em tudo o que faz... não tinha paz ... e como tudo Ele pode, como tudo Ele sabe, sabiamente resolveu criar os anjos ... e os arcanjos e os querubins.
Almas de alegria infinita, ilimitada, como é o nosso tempo...
Mas com tanta gente... e cada um com dificuldades diferentes, a cada dia enigma maior, outras de segundo plano,como ...crianças a correr, picadas de cobra, pedra que rola, trovão que estoura.. um problemão !
O que fazer ?
Distribuir tarefas... pensou Deus.
E deu a cada um dos seus anjos o que fazer ...
Graduados e aprumados em suas aladas figuras, de magnífica transparência...



Puros e belos por excelênc
ia... saíram a voar, a arremessar...a procura da pobre criatura...
Os homens ...felizes a principio bem usaram e, como sempre abusaram... a todo instante, não davam sossego !
Alguns, ainda pediam o necessário... o merecido... mas outros... também pediam:
- meu anjo... olha por mim, sem que ele mesmo cuidasse de si ...
- cuida do meu filho, sem que o filho ao menos olhasse para o pai...
- fala com Deus... pede a Ele uma casa...
-não quero mais isso aqui, é feio e velho, não gosto mais ...
- quero aquilo ali ( um pedaço de ouro ! )
- assim não está bom...
- etc...

Coitados dos anjos ... não sabiam mais que o fazer... e começaram a padecer... Tristes e cabisbaixos andavam, voavam...volitavam ... daqui para lá e de lá para cá... Oh ! Tristeza sem fim... o que vai ser de mim ?
Perguntavam-se ... o que vou dizer a Deus ?
Como vou explicar ?
Se nada é o suficiente ou o bastante e ainda, nem posso ajudar ?
Mesmo para os anjos, não adiantava por os bois diante da carruagem ... mesmo com toda linhagem.
Deus, vendo a tristeza dos anjos e a sagacidade, astúcia e cobiça dos homens ... tomou uma resolução.
Resolveu, então... tirar os anjos de circulação !
E como fazer ?
Para os que mereciam, atender?
Grande decisão... de enorme compaixão... pelos anjos e pelos homens...
Resolveu, que iria os anjos esconder...
Num lugar, que ninguém poderia ver...
Ninguém mais veria os anjos... ninguém mais atrapalharia seus afazeres...
Ao seu bel-prazer... assim poderiam ajudar... o seu verdadeiro trabalho realizar...
Àqueles que mereciam e precisassem de ajuda realmente...
E apagou da memória e da mente dos homens o convívio com os anjos...
E agora ? Eles existem ? Ninguém sabe... ninguém viu ...
Mas sabem, os puros de alma ... da existência de tais criaturas...
Porque Deus disse :
"Que só os encontrariam, aqueles puros de coração... que tivessem amor, compreensão e amizade por seu irmão".
E esse abençoado... é que poderia, ajuda do seu anjo receber...
E determinou, e assim ficou determinado, que cada anjo cuidaria só de um ...
Que cada homem um anjo existiria, ficando ele ali de prontidão...
Mas só o encontraria, no fundo do seu coração...
Porque é lá que Deus esconde, nosso anjo de plantão !
(Rosy Beltrão














Trabalho de imagens Deluca

Ode à Paz !


Pela verdade, pelo riso, pela luz, pela beleza,
Pelas aves que voam no olhar de uma criança,
Pela limpeza do vento, pelos actos de pureza,
Pela alegria, pelo vinho, pela música, pela dança,
Pela branda melodia do rumor dos regatos,

Pelo fulgor do estio, pelo azul do claro dia,
Pelas flores que esmaltam os campos, pelo sossego dos pastos,
Pela exactidão das rosas, pela Sabedoria,
Pelas pérolas que gotejam dos olhos dos amantes,
Pelos prodígios que são verdadeiros nos sonhos,
Pelo amor, pela liberdade, pelas coisas radiantes,
Pelos aromas maduros de suaves outonos,
Pela futura manhã dos grandes transparentes,
Pelas entranhas maternas e fecundas da terra,
Pelas lágrimas das mães a quem nuvens sangrentas
Arrebatam os filhos para a torpeza da guerra,
Eu te conjuro ó paz, eu te invoco ó benigna,
Ó Santa, ó talismã contra a indústria feroz.
Com tuas mãos que abatem as bandeiras da ira,
Com o teu esconjuro da bomba e do algoz,
Abre as portas da História,
deixa passar a Vida!

Natália Correia


quinta-feira, 3 de junho de 2010

Marisa Monte - Infinito Particular

Pinturas de Josephine Wall


Eis o melhor e o pior de mim
O meu termômetro, o meu quilate
Vem, cara, me retrate
Não é impossível
Eu não sou difícil de ler
Faça sua parte
Eu sou daqui, eu não sou de Marte
Vem, cara, me repara
Não vê, tá na cara, sou porta bandeira de mim
Só não se perca ao entrar
No meu infinito particular
Em alguns instantes
Sou pequenina e também gigante
Vem, cara, se declara
O mundo é portátil
Pra quem não tem nada a esconder
Olha minha cara
É só mistério, não tem segredo
Vem cá, não tenha medo
A água é potável
Daqui você pode beber
Só não se perca ao entrar
No meu infinito particular

Krishna

Olha que mimo essa bolsinha com motivo de krishna(lidialuz.blogspot)